Programa Serra do Mar tem reconhecimento Internacional e conquista prêmio da ONU

Programa Recuperação Socioambiental da Serra do Mar e Sistema de Mosaicos da Mata Atlântica iniciou-se em 2007, tendo como foco os bairros cota de Cubatão, dentro do Parque Estadual da Serra do Mar ou em áreas de risco. Em 2009 o Programa se estendeu para todo o PESM, de Norte a Sul, e passou a incluir o Mosaico da Jureia-Itatins e as unidades de conservação Marinha. O Programa tem o objetivo de promover a conservação, o uso sustentável dos recursos naturais e a recuperação socioambiental de unidades de conservação da Mata Atlântica. Seu foco e a geração de benefícios sociais e ecológicos. Tem como objetivos reduzir o impacto das populações localizadas no interior do PESM e na Estação Ecológica Juréia-Itatins e demais parques do Mosaico e recuperar as áreas degradadas pela ocupação ilegal e outros fatores associados dentro do PESM e nas áreas de amortecimento, incluindo o estabelecimento de um jardim botânico. Outro objetivo é consolidar institucionalmente e melhorar a capacidade de gestão de UCs e áreas protegidas.

O Programa conquistou prestigio internacional e os prêmios Greenvana Greenbest 2012 – maior prêmio de consumo e iniciativas sustentáveis – e o “Sustainable Social Housting Initiative” (Sushi), do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, por produzir habitações sustentáveis de interesse social para população de baixa renda. O Residencial Rubens Lara, em Cubatão, foi reconhecido pelo Pnuma e recomendado como modelo para ser replicado em outros países.

O Programa Serra do Mar tem financiamento do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento e do governo paulista somando R$ 1,072 bilhão, sendo R$ 702,2 milhões do Estado e R$ 369,36 milhões, BID. Até o presente foram removidas 4.452 famílias dos bairros Cota, sendo 3.404 uhs construídas só em Cubatão. As obras de urbanização beneficiaram 1.023 famílias. Nas cotas 100, 200 e Pinhal do Miranda há 1.022 famílias com obras em andamento. Para Fiscalização das APAs Marinha estão em operação com a Policia Militar Ambiental cinco embarcações. A revegetação das áreas degradadas somam 90 ha.


azureuser